Beto Carrero: “Eu só saio daqui quando o parque fechar!”

Viajantes são sempre assim, quando não estão na estrada, vivem pensando no próximo destino ou lembrando e vendo fotos de viagens passadas. Nós e as crianças estávamos olhando no computador a pasta de fotos das férias de final de ano e vimos recordações muito bacanas de um dia no Parque do Beto Carrero.

Já fomos ao parque duas vezes e acredito que uma terceira será inevitável. As crianças sempre pedem! A primeira vez foi em dezembro de 2014, ficamos hospedados num hotel bem próximo, em Penha. Lembro que no segundo dia comentei: “Brincamos pela manhã, almoçamos e retornamos para Florianópolis.” E a resposta das meninas: “Eu só saio daqui quando o parque fechar!” Rsrs

Veja também: A grana tá curta? Veja 3 dicas para viajar por Santa Catarina em tempos de crise.

Na segunda visita fizemos um bate e volta. Chegamos pelas 10h e novamente fechamos o parque. É diversão garantida!

O Beto Carrero World está localizado no município de Penha, cidade do litoral norte de Santa Catarina com cerca de 20 mil habitantes. A instalação do parque promoveu o incremento da rede hoteleira e o aumento do número de restaurantes da cidade, que chega a receber 100 mil turistas durante a alta temporada.

De Florianópolis, onde fica o aeroporto, são cerca de 120 Km. A partir daí, a forma mais prática é alugar um carro e dirigir pela BR 101 até a saída 106, acesso à SC 414, percorrendo mais 8 Km até o parque. Outra opção é utilizar o aeroporto de Navegantes, distante apenas 11 Km do parque.

Chegando no Beto Carrero World
Chegando no Beto Carrero World

Fomos de carro as duas vezes e deixamos o carro no estacionamento do Beto Carrero, pagando pela diária R$30,00/carro. Os valores dos ingressos variam de acordo com a faixa etária e compramos antecipadamente neste site. É possível comprar na hora, mas preferimos ganhar tempo, pois as crianças já chegam ansiosas.

Veja também: Roteiro de 1 dia em Brusque!

A abertura da bilheteria ocorre 30 minutos antes da abertura dos portões, às 9h. Às 18h o parque fecha e já começam os avisos de que às 19h as atividades se encerram completamente.

Algumas serviços e atrações são pagas à parte: alimentação, estacionamento e guarda-volumes, o almoço/espetáculo Excalibur, o “Portal da Escuridão”, a pista de kart, o passeio no “Super Carros” e o voo panorâmico de helicóptero.

Logo que entramos, pegamos nossos mapas de bolso e a primeira coisa que fizemos foi reservar o espetáculo Excalibur (com almoço incluído), uma competição entre cavaleiros medievais, com limite de espectadores, pois assim que entramos na arena, escolhemos a cor da nossa bandeira para torcermos pelo cavaleiro correspondente enquanto almoçamos! Divertido e emocionante!




Excalibur – competição entre cavaleiros - imagem da internet
Excalibur – competição entre cavaleiros – imagem da internet

Há outras opções para almoço no parque, como a praça de alimentação e o restaurante do Velozes e Furiozos, e também uma churrascaria com buffet livre, lanchonetes e sorveterias.

Há brinquedos para todas as idades, mas sempre devemos estar atentos às orientações de altura mínima em algumas atrações. Na Tigor Mountain, a Natália (aos 5 anos) não pôde ir porque ainda não tinha altura minima de 1,20m. Mas quando completou seis anos já pôde, e foi toda feliz!

Veja também: Reinventando a viagem em Urubici.

A brincadeira é garantida também para os adultos, com montanhas russas e a temida Big Tower… só de lembrar, deu um frio na barriga! Mas a maior parte do tempo, dedicamos às pequenas que, além dos brinquedos, adoram subir nas estátuas e abraçar personagens que passeiam pelo parque.

Quantas lembranças legais!! E tem muito mais… fomos no show Velozes e Furiosos, na roda gigante, as meninas adoraram a Splash Mountain e o espetáculo Blum e passeamos na Ferrovia DinoMagic que foi muito legal! E recomendamos assistir ao espetáculo O Sonho do Cowboy!!! Mas vamos deixar as imagens para outro post…:)

Soubemos de mais uma novidade: no início de 2016, o parque lançou um aplicativo oficial para celulares Android e IOS, disponível AQUI. Nele você pode visualizar o mapa e as atrações do Beto Carrero World pelo seu celular. Super prático!

Algumas fotos:

Madagascar Crazy River – pra quem gosta de se molhar
Madagascar Crazy River – pra quem gosta de se molhar
Natália e o Alex do filme Madagascar
Natália e o Alex do filme Madagascar
Marina e o pirata – tem uma passagem secreta na barba dele
Marina e o pirata – tem uma passagem secreta na barba dele




Na ponte para a Ilha dos Piratas
Na ponte para a Ilha dos Piratas
Nos cenários do Velho Oeste… irraaa
Nos cenários do Velho Oeste… irraaa
Um passeio pelo Velho Oeste
Um passeio pelo Velho Oeste

 

Comentar

Comentários

Elisa Moreira

Posted by Elisa Moreira

Elisa Moreira é natural de Florianópolis/SC, viaja sempre e leva a família junto, para encontrar familiares espalhados pelo mundo, ou para descobrir lugares lindos e diferentes! Bacharel em Turismo e Especialista em Turismo e Desenvolvimento Sustentável, é nômade digital e atua como consultora na área de turismo e tutora de EAD em turismo. Além de Floripa, morou também em São Paulo e Brasília, e agora está de volta à terra natal! Ama um bom banho de mar e escreve suas histórias de viagens no blog.

Website: http://www.emanarporai.wordpress.com